Close

Segue-nos:

11 Maio, 2013

iEvangelizador

iEvangelizador significa Igreja evangeliza na internet. A rede está a mudar/transformar a nossa forma de pensar, conhecer, comunicar e viver. A rede é um ambiente cultural que determina um estilo de pensamento, contribui para definir um modo particular de estimular a inteligência, de estreitar relações e, mesmo, um modo de habitar o mundo e organizá-lo. O desafio da Igreja já não se prende com a utilização da, mas como viver bem o tempo da rede.

Oito mensagens – oito características

#Rosto: perfil. O ievangelizador tem um rosto concreto, tem um perfil. E na busca de partilha, de «amizades», confrontamo-nos com o desafio de ser autênticos, fiéis a si mesmos, sem ceder à ilusão de construir artificialmente o próprio «perfil» público.

#Autêntico na partilha. Porque tem um perfil próprio, autêntico, […] as pessoas que nelas participam devem esforçar-se por serem autênticas, porque nestes espaços não se partilham apenas ideias e informações, mas em última instância a pessoa comunica-se a si mesma. A autenticidade dos fiéis, nas redes sociais, é posta em evidência pela partilha da fonte profunda da sua esperança e da sua alegria: a fé em Deus, rico de misericórdia e amor, revelado em Jesus Cristo. Tal partilha consiste não apenas na expressão de fé explícita, mas também no testemunho, isto é, no modo como se comunicam «escolhas, preferências, juízos que sejam profundamente coerentes com o Evangelho, mesmo quando não se fala explicitamente dele».

#Comprometido. Como discípulo de Cristo é uma pessoa comprometida. Os meios de comunicação social precisam do compromisso de todos aqueles que estão cientes do valor do diálogo, do debate fundamentado, da argumentação lógica; precisam de pessoas que procurem cultivar formas de discurso e expressão que façam apelo às aspirações mais nobres de quem está envolvido no processo de comunicação. Tal diálogo e debate podem florescer e crescer mesmo quando se conversa e toma a sério aqueles que têm ideias diferentes das nossas.

#Testemunho. O seu compromisso é o testemunho diário da razão da nossa esperança. Não deveria haver falta de coerência ou unidade entre a expressão da nossa fé e o nosso testemunho do Evangelho na realidade onde somos chamados a viver, seja ela física ou digital.

#Pessoa de FÉ. A razão da sua esperança é Jesus Cristo. Sempre e de qualquer modo que nos encontremos com os outros, somos chamados a dar a conhecer o amor de Deus até aos confins da terra.

#Interioridade: silêncio e escuta. O seu compromisso e testemunho de pessoas de fé fundamenta-se na escuta silenciosa de Deus, de si próprio e dos outros. O silêncio é parte integrante da comunicação e, sem ele, não há palavras densas de conteúdo. No silêncio, escutamo-nos e conhecemo-nos melhor a nós mesmos, nasce e aprofunda-se o pensamento, compreendemos com maior clareza o que queremos dizer ou aquilo que ouvimos do outro, discernimos como exprimir-nos.

#Comunicador. Pessoa de fé, cheia do Espírito Santo, é impelida por ele a anunciar, a comunicar. No ambiente digital, a palavra escrita aparece muitas vezes acompanhada por imagens e sons. Uma comunicação eficaz, como as parábolas de Jesus, necessita do envolvimento da imaginação e da sensibilidade afetiva daqueles que queremos convidar para um encontro com o mistério do amor de Deus.

#Criativo. O trabalho de ievangelização requer preparação, formação e grande dose de criatividade. As novas tecnologias estão a mudar não só o modo de comunicar, mas a própria comunicação em si mesma, podendo-se afirmar que estamos perante uma ampla transformação cultural. Com este modo de difundir informações e conhecimentos, está a nascer uma nova maneira de aprender e pensar, com oportunidades inéditas de estabelecer relações e de construir comunhão.

O estilo cristão no mundo digital traduz-se numa forma de comunicação honesta e aberta, responsável e respeitadora do outro. iEvangelizar não é só transmitir conteúdos religiosos na rede, é partilhar a vida e testemunhar a fé na própria vida. A rede não é apenas um lugar de conexão, mas também de comunhão.
O nosso desafio, enquanto iEvangelizadores, é viver a profundidade na superficialidade da rede. iEvangelizar significa acima de tudo partilhar uma vida orientada pela fé.

[Bento Oliveira, Prof. de EMRC no Colégio do Amor de Deus (Cascais), apresentou na sessão de apresentação do Dia Mundial das Comunicações Sociais, que decorreu no dia 8 de maio, no auditório do Fórum Picoas (Lisboa), uma proposta para o perfil do ievangelizador tendo como única fonte as 8 mensagens de Bento XVI para o Dia Mundial das Comunicações Sociais].
Bento Oliveira in imissio

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+